sei la

( http://consultingbyrpm.com/blog/2013/11/so-are-summers-and-krugman-now-confirming-that-they-austrians-have-been-right-about-bubbles.html )

Inspirado pelo post acima, às vezes penso que as discordâncias no mundo da economia têm tudo a ver com maneiras diferentes de perceber o mundo e nada com propriamente diferenças de opinião a nível teórico ou científico. O lado austríaco/liberal/conservador é feito da gente que subscreve uma visão livre da sociedade, onde as suas regras devem emergir naturalmente como um resultado das acções individuais de de cada indivíduo (isto não soa nada bem), e suspeita de acções colectivas de mudança e da substituição das regras/poderes instituídos. O lado progressista é constituído pela outra gente, aquela que vê aquilo que as coisas podiam ser e se bate pela mudança. Óbvio que cada indivíduo tem uma opinião única sobre como as coisas podiam ser, logo a convergência neste lado progressista tende a ser problemática. E não é isso que vemos na política e na esquerda tipicamente fraccionada? Por ex, na antiga Judeia, “The People’s Front of Judea (…) stand vehemently opposed to the Judean People’s Front, the Judean Popular People’s Front, the Campaign for a Free Galilee, and the Popular Front of Judea (the last composed of a single old man)” (wikipedia).

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s